Do sonho à dura realidade: o Hoffenheim nas competições européias

Após a surpreendente e histórica classificação para os playoffs da Champions League na temporada passada, o Hoffe vem sofrendo dificuldades em seus compromissos internacionais

Foto: Getty Images


Na última temporada a Bundesliga foi um tanto quanto agrádavel aos amantes das surpresas que o futebol pode nos proporcionar. RB Leipzig e Hoffenheim surpreenderam e com ótimas campanhas terminaram no topo da tabela, garantindo vaga na tão sonhada Champions League. O Hoffenheim, por sua parte, ficou com uma vaga na última rodada dos playoffs, o que certamente o destinaria à um confronto contra uma equipe forte. 

Com os confrontos definidos, o Hoffe enfrentaria o Liverpool em duas partidas, casa e fora, com a missão de passar do gigante inglês e chegar no ápice de sua modesta história. 
Tendo disputado apenas um jogo oficial na temporada - contra o pequeno Erfurt pela DFB-Pokal - os comandados de Julian Nagelsmann contavam com a badalação da temporada anterior para surpreender os Reds. No entanto, o primeiro confronto, na Alemanha, mostrou que as coisas não seriam tão simples assim.

Kramaric perdeu pênalti que poderia dar outros rumos ao confronto contra o Liverpool
Contando com o apoio de sua torcida que lotou a Rhein-Neckar Arena a equipe azul foi pra cima e logo conseguiu um pênalti ao seu favor. Porém Andrej Kramaric tratou de desperdiçar a cobrança e viu a chance de colocar seu time em vantagem por água abaixo. O jogo seguia com certo equilíbrio, até que Trent Alexander-Arnold abriu o placar pro Liverpool na reta final da primeira etapa. Já no segundo tempo, Nagelsmann colocou Nordtveit e Amiri na partida visando o empate. No entanto, o duro choque de realidade veio à tona quando Nordtveit, que havia entrado ainda no segundo tempo, fez um gol contra, o segundo sofrido em seus próprios domínios e que complicariam ainda mais as coisas. O Liverpool, naturalmente satisfeito com a vantagem construída, deu espaço para as investidas do Hoffenheim que só surtiram efeito aos 87 minutos, quando Uth diminuiu o placar e marcou pros azuis.

Na partida de volta, os Reds eram franco favoritos para vencerem o jogo e seguirem adiante na competição. Tentando surpreender mais uma vez, o Hoffe tentaria ao menos fazer um jogo decente, mas não foi bem isso que aconteceu. Com relativa tranquilidade, o Liverpool abriu 3 a 0 com menos de meia hora de jogo e liquidou a fatura antes do previsto. Ainda deu tempo pra Uth e Wagner diminuírem a goleada, mas o Liverpool ainda faria mais um tento e terminaria com o sonho dos azuis precocemente.

Apesar da eliminação, o Hoffenheim garantiu vaga na fase de grupos da UEFA Europa League, que serviu como forma de consolo aos alemães. Num grupo complicado com Ludogorets, Braga e Basaksehir, o TSG entrou como um dos favoritos à classificação pra próxima fase. Apesar disto, o Hoffe novamente vem enfrentando dificuldades. O começo promissor na Bundesliga não foi o suficiente pra impulsionar o time em sua primeira vitória na estréia frente ao Braga na Alemanha. A derrota em casa escancarou a dificuldade da equipe contra adversários de fora do país. O mau desempenho na Europa seguiu até a Bulgária, onde foram derrotados mais uma vez, desta vez pelo Ludogorets. Como resposta, conseguiram uma vitória convincente contra o - promissor e que também enfrenta dificuldades em competições européias - Basaksehir e respirou ares de esperança no final do primeiro turno da fase de grupos. 

O início complicado na Europa League em contraste ao bom começo na Bundesliga deixaram evidente a falta de mais experiência no plantel, além, claro, de expor a dificuldade que é jogar as competições européias.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.