Estreante na Champions, RB Leipzig tem caminho complicado pela frente




Forsberg foi o destaque do triunfo diante do Porto - único da equipe até aqui na Champions (Foto: Divulgação/Bundesliga)

Depois de uma campanha espetacular, tornando-se destaque internacional com o vice-campeonato da Bundesliga na temporada 2016/2017, o ainda modesto RB Leipzig começou a aspirar novos caminhos: jogaria a Uefa Champions League pela 1ª vez em sua história - com um pouco de drama, devido a espera por decreto concedido pela Uefa de que poderia jogar, tendo em vista que o Red Bull Salzburg, outra agremiação da empresa, estaria na competição. Os austríacos, mais famosos, acabaram ficando de fora da principal competição europeia, eliminados nas fases preliminares.

O RB Leipzig, por sua vez, continuo escrevendo sua história, com outra boa campanha na Bundesliga, ao menos até o momento. A equipe comandada por Hasenhüttl prosseguiu com o futebol, aliado de bons resultados. Já na Champions League, em sua primeira participação, os Touros vermelhos não decepcionaram até aqui - mesmo com a dificuldade do grupo e a diferença para o líder Besiktas, líder da chave. Diante dos turcos, inclusive, ocorreu o revés da equipe alemã até aqui na competição, que estreou com um empate em casa perante a equipe sensação da temporada passada - o Monaco, portanto, não era tarefa fácil.

Na partida seguinte, em um ambiente não muito favorável, diante de uma torcida ensurdecedora do Besiktas, os Touros vermelhos foram totalmente ineficazes e acabaram derrotados, sem muita discussão. Timo Werner, principal peça de ataque, pediu para ser substituído devido ao altíssimo barulho vindo das arquibancadas.

Por fim, o Leipzig finalizou metade de sua participação na Europa com um triunfo em um jogo eletrizante contra o Porto, novamente na Red Bull Arena, sacramentando, pela primeira vez, a conquista dos três pontos na competição. Jogando de forma digna, os Touros vermelhos tem uma missão mais complicada pela frente, uma vez que jogando fora de casa em duas ocasiões – contra o Porto, na partida de abertura do returno e contra o Monaco, que poderá até estar eliminado até o confronto.

Mesmo que não consigo uma classificação a fase de mata-mata da Champions, os alemães têm grandes possibilidades de ao menos chegarem às fases finais da Europa League, caso fiquem em 3º lugar. A missão, qualquer que seja não será fácil. O caçula da competição terá de se apegar em Forsberg, destaque da equipe até aqui, para continuar sonhando nas competições continentais.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.