Klose, a Seleção e a Artilharia da Copa

Miroslav Klose é definitivamente um nome que está gravado na mente de todos os alemães ou amantes do futebol. Com 16 gols em quatro aparições de Copas do Mundo, o polonês naturalizado alemão deixou a sua marca na história do esporte e foi uma peça essencial para o rejuvenescimento da seleção alemã nas últimas décadas. 

Tendo gols de cabeça como a sua marca registrada, o artilheiro deu o seu primeiro passo para o seu recorde em 2002, quando na partida de abertura do Grupo E contra a Arábia Saudita, marcou três tentos. Mais tarde ainda marcaria mais dois naquela campanha que levou a Alemanha ao vice-campeonato. Em 2006, foram mais cinco gols, e o recorde foi completo com mais quatro em 2010 e dois em 2014 – o último exatamente contra o Brasil durante o icônico 7x1.
  
O 1o gol contra a Arábia Saudita (2002).
Após 137 aparições pela seleção alemã e 71 gols marcados, o alemão se aposentou dos gramados e se tornou o técnico de ataque da seleção, e com a Copa do Mundo chegando, a FIFA entrevistou o ex-jogador para saber a opinião dele sobre a Copa, a artilharia e a seleção alemã:

Fifa: Você jogou em quatro Copas do Mundo em quatro diferentes continentes. Com certeza ninguém é melhor do que você para descrever o que fazer parte desta competição significa para um jogador.

Klose"Uma Copa do Mundo é sempre algo especial e simplesmente indescritível, e poder segurar o troféu em suas mãos ao término dela não é nada além de indescritível. Eu fico muito feliz por termos conseguido o título em 2014, por que sempre chegamos muito perto de ganha-lo – 2ª colocação em 2002 e 3ª em 2006 e 2010."

Fifa: A Alemanha é conhecida e temida nestes torneios. Isto é um clichê ou existe alguma verdade nesta frase?

Klose: "Nós sempre conseguimos formar um time forte em cada torneio, e isso sempre nos levou para frente. O espírito e dinamismo do nosso time não é algo que simplesmente brota durante a competição, é algo que já começa a ser cultivado durante as preparações."

Fifa: A Alemanha pode defender seu título em 2018?

Klose: "Nós podemos chegar longe, mas precisamos desenvolver nosso espírito de equipe de novo. A Alemanha tem alguns jovens talentos e grandes jogadores, mas eles precisam mostrar isso em campo. O conceito de ser sempre uma unidade está sempre na minha cabeça – O time é sempre a prioridade para mim, e se cada indivíduo der o seu melhor, o time com certeza se beneficiará disso."

Fifa: Você acha que pode ter alguma surpresa reservada para nós na Copa?

Klose"Em cada Copa do Mundo tem um time que faz você pensar que se eles jogarem bem, algo pode acontecer. Algumas vezes isso inclusive quer dizer que eles podem ganhar dos times grandes."

Fifa: O seu recorde pode ser quebrado?

Klose"Existem alguns jogadores fantásticos, então eu acho que existe uma grande chance dele ser quebrado, mas eu vou apenas esperar e ver o que acontece. Não vou ficar com rancor de quem conseguir, não sou muito apegado a recordes."

Fifa: Você marcou seu 16º gol contra os anfitriões naquele memorável  7-1 no Brasil...

Klose: "Aquilo foi incrível. Me perguntam muito sobre o por quê de eu ter precisado de duas chances para marcar. O goleiro do Brasil fez uma grande defesa na primeira tentativa, mas o rebote entrou. Foi uma partida muito especial. Jogar no Brasil e aproveitar nossas chances desta forma, foi uma grande performance de equipe."

O 16o gol (2014)

Fifa: Qual é a sua memória de Copa do Mundo mais preciosa?

Klose: "Sem dúvidas, ter ganhado o título em 2014. Várias imagens ainda passam pela minha mente, particularmente a que eu seguro o troféu em minhas mãos como eu fiz recentemente no sorteio. No entanto, eu não sinto mais arrepios como antes e eu ainda gostaria de estar nos gramados. Existem vários outros momentos bons, como ter chegado à final da minha primeira copa em 2002, ou a primeira partida contra a Arábia Saudita. Todas as histórias, memórias e imagens brotam na minha mente regularmente."

Fifa: Sua nova função é ser técnico de ataque da DFB (Deutscher Fussball Bund – Associação de Futebol Alemã). Com isso em mente, como o atacante ideal em 2018 deve ser?

Klose"Pessoalmente, eu sempre acho que jogadores como o Diego Forlán são fantásticos. Ele era um artilheiro completo e isso é extremamente importante hoje em dia. Robert Lewandowski, por exemplo, é especial, ele tem um pouco de tudo e tem vários pontos fortes. Você deve saber se adaptar constantemente, uma vez que você pode enfrentar até cinco defensores. Isso significa que você sempre deve jogar de uma forma diferente, e ter várias qualidades diferentes te deixam imprevisível. Ter um bom cabeceio e um bom pé direito não são mais o bastante."

Weltmeister!

Fonte: http://www.fifa.com/worldcup/news/y=2018/m=1/news=klose-good-chance-my-record-will-be-broken-2926157.html?_branch_match_id=322063341133950873


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.