Entrevista exclusiva com Paulo Otávio, brasileiro que atua no Ingolstadt

"Quero figurar entre os melhores da minha posição"

Paulo Otávio em sua apresentação no Ingolstadt (Foto: Reprodução/Sport.de)

Paulo Otávio Rosa da Silva, ou simplesmente Paulo Otávio, é um jogador brasileiro de 23 anos nascido na cidade de Ourinhos em São Paulo. Revelado pelo Atlético Paranaense e com passagens por Curitba, Santo André e Paysandu, o jogador trilhou seu destino para europa em 2016, quando se juntou ao LASK Linz da Áustria. Nos dias atuais, o lateral-esquerdo se encontra no nosso querido futebol alemão, atuando no Ingolstadt, clube da Zweite Liga (Segunda Divisão do Campeonato Alemão). Entramos em contato com Paulo, que nos concedeu algumas respostas sobre sua trajetória no futebol.

FICHA DO JOGADOR:
Nome - Paulo Otávio Rosa Silva
Nacionalidade - Brasil
Naturalidade - Ourinhos (SP) - Brasil
Data de Nascimento 23/11/1994 (23 anos)
Posição - Lateral-Esquerdo
Pé preferencial - Canhoto
Altura - 173 cm
Peso - 68 kg

REDES SOCIAIS:

Entrevista Completa:

Jonathan Gonçalves: Quais foram seus maiores aprendizados em suas passagens por Paysandu e Santo André?

Paulo Otávio: No Paysandu, acredito que foi a paciência, aprendi que nem tudo acontece quando a gente quer ou espera, que nem tudo depende somente de nós. No Santo André, o companheirismo, o sentimento de ajudar o amigo, lutar pelo companheiro, um verdadeiro espírito de família.

Jonathan Gonçalves: O estádio mais marcante em que você atuou?

Paulo Otávio: Sem dúvidas, o Maracanã! Apesar da derrota naquela noite, foram os 13 minutos mais fantásticos na minha vida! Pisar naquele gramado, contra Ronaldinho e cia. Jamais irei esquecer aquela noite! Como um velho amigo me disse após aquele jogo: "Hoje definitivamente você está batizado no futebol, agora é um jogador de verdade".

Jonathan Gonçalves: Como foi sua experiência na Áustria? 

Paulo Otávio: Foi uma experiência muito boa, tanto na vida profissional, como na vida pessoal! Aprendizado para toda a vida. 

Paulo Otávio comemorando uma vitória junto a equipe do LASK Linz (Foto: Reprodução/SkySportAustria)

Jonathan Gonçalves: Após passagem pela Áustria, país em que o alemão é uma das línguas oficiais, e hoje na Alemanha, você já domina o idioma local? 

Paulo Otávio: Não domino não. Consigo me virar bem, mas dominar, ainda não. Quando a coisa aperta, eu mudo a "chave" pro inglês hahahaha.

Jonathan Gonçalves: Tendo em vista que você já visitou diversas cidades europeias, qual você mais se identificou? 

Paulo Otávio: É difícil dizer hahaha, todas tem um pouco de tudo! Mas acho que a cidade que mais me chamou atenção foi Praha, um pouco antiga, um pouco moderna, se parece comigo.

Jonathan Gonçalves: De 0 a 10, qual nível você atribui para a Zweite Liga? 

Paulo Otávio: A 2.Bundesliga é um campeonato muito brigado, tem muito choque, muito contato. Alguns times jogam só por uma bola, uma chance, e isso torna difícil avaliar o nível técnico da liga. Acredito, que em um modo geral, chegaríamos a um nível sete ou oito de futebol apresentado.

Paulo Otávio disputa a bola em partida diante do 1860 München (Foto: Reprodução/Tz.de)

Jonathan Gonçalves: Você pensa em voltar para o Brasil em algum momento de sua carreira?

Paulo Otávio: Sim, acredito que todo jogador que sai cedo do seu país como eu saí, pensa em voltar, em ser reconhecido no seu país. Eu tenho muitos sonhos, e um deles é voltar um dia e ser reconhecido no Brasil.

Jonathan Gonçalves: Hoje, qual é o maior objetivo do Paulo Otávio?

Paulo OtávioO maior objetivo do Paulo Otávio hoje, é dar alegria a família, fazer em que eles sintam orgulho das minhas conquistas. Jogar no mais alto nível possível e figurar entre os melhores do mundo na minha posição.

Essa foi a entrevista com o lateral-esquerdo do Ingolstadt, Paulo Otávio, agradecemos o jogador pelo tempo concedido para a Der Anpfiff, e desejemos tudo de bom ao atleta brasileiro, estamos na torcida para que alcance seus objetivos e sonhos. 

Colaboração: Túlio Bonzi.

(Foto: Reprodução/FCIngolstadt.de)




Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.