Reus & Gündogan: a chance de finalmente jogarem um torneio pela seleção


Em 2013, ano que a Alemanha fez a final da UEFA Champions League com o confronto entre Bayern de Munique x Borussia Dortmund, dois jogadores da equipe do Vale do Ruhr chamaram a atenção do mundo inteiro: Ilkay Gündogan e Marco Reus.

No entanto, na temporada seguinte, a vida de ambos iria mudar radicalmente. Primeiro, Gündogan sofreu uma grave lesão nas costas, ficando 14 meses afastado dos gramados. O problema tirou o jogador da Copa do Mundo de 2014, disputada no Brasil

O Mundial disputado em terras tupiniquins também não contou com a presença de Marco Reus. Principal jogador da Bundesliga em 2013/2014, o craque do Borussia Dortmund sofreu uma grave lesão no tornozelo no último amistoso da Alemanha antes de embarcar para o Brasil. Peça central da equipe de Joachim Löw, certamente seria titular do esquadrão que fez história ao golear os donos da casa por 7x1, na semifinal e levantar a taça contra a Argentina, no Maracanã.

Marco Reus é uma das esperanças da Alemanha para o Mundial (Foto: BVB)

Em 2015, ambos conseguiram retornar e jogar com certa frequência no Borussia Dortmund, voltando para a briga por um lugar entre os convocados de Löw, que preparava o time para a Eurocopa do ano seguinte, que seria disputada na França. No entanto, o destino voltaria a aprontar com os dois atletas.

Em abril, Gündogan sofreu uma grave lesão em seu joelho. Curiosamente, o fato ocorreu em uma partida de basquete, que servia como aquecimento para o elenco do BVB antes de um treino. No mês seguinte, durante a final da Copa da Alemanha, foi a vez de Marco Reus sofrer uma grave lesão. O problema muscular tirou o jogador por mais de quatro meses e, consequentemente, deixou o atleta fora da Eurocopa. A Alemanha novamente se viu sem dois grandes jogadores para um torneio importante.

Passada a Eurocopa, os dois jogadores voltaram aos gramados no segundo semestre de 2016. Com Gündogan já em Manchester, após o BVB negociá-lo com o City, a expectativa era uma sequência positiva para ambos. No entanto, novamente isso não seria possível.

Quando alcançava uma boa sequência de jogos na Inglaterra, Gündogan sofreu uma ruptura dos ligamentos do joelho, ficando fora de toda a segunda metade da temporada 2016/2017. Ao fim desta época, Marco Reus também foi para o estaleiro, com uma ruptura do ligamento cruzado posterior do joelho, sofrida na final da Copa da Alemanha.

Gündogan vive boa fase no Manchester City (Foto: Getty)

Após longos períodos de recuperação, Reus e Gündogan voltaram aos gramados e chegam ao fim do primeiro bimestre de 2018 saudáveis e atuando regularmente em seus times. Com a proximidade da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, é a grande chance dos dois finalmente jogarem uma competição importante pela seleção alemã, depois de tantos imprevistos. Joachim Low aguarda ansiosamente. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.