Thomas Müller ruma para sua terceira Copa do Mundo em busca de marca importante

Atacante do Bayern München pode quebrar recorde de Miroslav Klose

Müller recebendo a chuteira de ouro após ser artilheiro da Copa de 2010, ao lado de Hebert Hainer e Franz Backenbauer (Foto: CHRISTOF STACHE/AFP/Getty Images)

Thomas Müller é uma das grandes jóias do futebol alemão que respondeu de forma positiva o que se esperava dele desde os seus primeiros passos no futebol. Hoje, aos 28 anos, o atacante chega a sua terceira Copa do Mundo, com a possibilidade de quebrar o recorde de um ex-companheiro de clube e seleção, nada mais, nada menos que Miroslav Klose, o maior artilheiro da história das copas. E é justamente este recorde que Müller pode quebrar. Klose disputou quatro copas: 2002, 2006, 2010 e 2014, totalizando 24 partidas e marcando um total de 16 gols, o último, no emblemático 7 a 1 na semifinal do mundial de 2014 contra o Brasil, ultrapassando o recorde do brasileiro Ronaldo, que até então, era o detentor do recorde.

Estreando em mundiais em 2010 na África do Sul pela Die Mannschaft, Müller ainda era um "menino" de 20 anos, mas agiu como um veterano, defendeu sua nação com muita garra, sendo um dos pilares da conquista do terceiro lugar, e artilheiro da competição com cinco gols marcados, ainda servindo seus companheiros com três assistências no torneio. Em 2014, Müller desembarcou no Brasil com a Nationalef para a disputa de seu segundo mundial, e logo na primeira partida da competição, marcou um hat-trick na vitória diante da seleção de Portugal por 4 a 0, um mês depois a Alemanha viria a se tornar campeã da Copa do Mundo de 2014, batendo a Argentina por 1 a 0 no Maracanã. Em toda competição, Müller marcou cinco gols e concedeu três assistências, os mesmos números que o atacante obteve na África do Sul.

Thomas Müller posa ao lado de Julian Draxler (Paris-Saint Germain) com a taça da Copa do Mundo (Foto: Julian Finney/Getty Images)

A seleção alemã jà se encontra na Rússia para defender o título mundial, e no Grupo F da competição, os alemães encontrarão pela frente Suécia, México e Coréia do Sul. Müller, por sua vez, tem a chance de ampliar seu número de gols, e até mesmo igualar ou quebrar o recorde de Miroslav Klose, que disputou sua última Copa do Mundo com 36 anos. Estipula-se que além da Copa de 2018, Müller dispute a de 2022, o jogador estará com 32 anos e, estando em forma, pode agregar a seleção e de fato igualar, quebrar ou ampliar o recorde.

Veja abaixo os maiores artilheiros das Copas do Mundo, e os gols (bolas) estão de acordo com cada edição do torneio:



E aí? você acha que Thomas Müller pode se tornar o maior artilheiro da história das copas? deixe seu comentário e fique de olho na Copa do Mundo de 2018.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.