Leipzig trocou de treinador, mas mantém sua ideia de sufocar os adversários

Foto: Divulgação
A partida que fechou a primeira rodada da Bundesliga atendeu às expectativas. Borussia Dortmund e RB Leipzig fizeram um duelo empolgante especialmente no primeiro tempo, com quatro gols e outras diversas chances criadas. Apesar do placar de 3 a 1 no intervalo sugerir um domínio do time da casa, o jogo esteve muito mais nas mãos da equipe dirigida por Ralf Rangnick nos 45 minutos iniciais. O Leipzig sufocou o adversário com uma boa marcação no campo de ataque e mostrou que o estilo já colocado em prática por Ralph Hasenhüttl nos últimos anos vai continuar.

A pressão constante dificultou qualquer tentativa do Dortmund de sair trocando passes com a bola no chão no último domingo. Bastava um jogador de defesa tocar na bola para um bloco de jogadores ofensivos do Leipzig se aproximar, fechar as linhas de passe e forçar um erro. Com menos de um minuto de partida a semente deu ótimos frutos quando a briga por uma bola perdida na frente da grande área de Roman Bürki deixou Jean-Kévin Augustin cara a cara com o goleiro para abrir o placar. E durante quase todo o primeiro tempo essa iniciativa na marcação impediu o Dortmund de chegar ao ataque. Sucessivos erros de passe devolviam rapidamente a bola para os visitantes e quase provocaram um prejuízo maior.

Leipzig era capaz de ir até perto da linha de fundo de ataque para pressionar o Dortmund e não deixar o adversário com a bola ter liberdade para dar o passe | Foto: Reprodução / BT Sport
O incômodo do Dortmund com a marcação adiantada do Leipzig ficou evidente nos tiros de meta cobrados por Bürki durante a partida. No início do jogo, ainda querendo executar o plano de Lucien Fravre baseado em bola no chão e toques curtos, o goleiro suíço buscava entregar a bola para seus zagueiros ou laterais. Ao tomar consciência de que o Leipzig estava se aproveitando disso para recuperar a posse e atacar com velocidade, a cautela acompanhada dos chutões prevaleceu. No primeiro tempo da partida, Bürki tentou 13 passes curtos. Depois do intervalo, o número foi de apenas 4, sendo que o último aconteceu aos 19 minutos da segunda etapa.

O mérito do Dortmund para virar o jogo ainda no primeiro tempo foi aproveitar as bolas paradas e as poucas chances de gol que apareceram. Mesmo com o sucesso da pressão que o Leipzig exerceu, em algum momento um adversário vai ter espaço receber a bola com espaço e levar sua equipe até o ataque. Isso aconteceu no princípio de cada gol sofrido por Péter Gulácsi antes do intervalo. No entanto, se quiser brigar no topo da tabela, o RB não pode ser vazado praticamente todas as vezes que a marcação adiantada não surtir efeito.
Dahoud com espaço demais para dar o passe e encontrar Reus - também livre -no ataque. Alguns segundos e dois escanteios depois, Dortmund marcou seu terceiro gol | Foto: Reprodução / BT Sport

Com a vantagem no placar, o Dortmund ficou confortável para dar chutões, entregar a bola ao adversário, e o forçar a trabalhar mais no ataque para criar suas chances de gol, em vez de receber oportunidades fáceis como a que resultou no 1 a 0. Ainda assim, o Leipzig obrigou Bürki a praticar ótimas intervenções. O goleiro suíço somou seis defesas no duelo, maior número da primeira rodada da Bundesliga ao lado de Frederik Rönnow, do Eintracht Frankfurt. Mas pelo menos o BVB não passou mais o susto de perder a bola perto da própria grande área.

Praticar uma marcação adiantada para dificultar a saída de jogo do adversário é uma prática corriqueira do futebol atual, mas raros times impõem mesma dificuldade que o Dortmund enfrentou no último domingo. Na última temporada, o Leipzig já havia conquistado inclusive uma convincente vitória por 2 a 1 contra o Bayern de Munique baseando seu jogo nesse princípio. Mesmo com a mudança de treinador, essa marca da equipe não deve mudar. Ao enfrentar outras equipes que gostam de ter a bola no chão desde a defesa, Ralf Rangnick deve colocar em prática a mesma pressão. Ele só espera ver menos brechas na sua defesa para sair com um resultado diferente do que obteve no Signal Iduna Park.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.