Nuri Sahin - Corpo em Bremen, coração em Dortmund


No último 31 de Agosto, dia do fechamento da janela de verão na Europa, os torcedores do Borussia Dortmund foram surpreendidos com a notícia de que um dos jogadores símbolo do clube, Nuri Sahin, havia sido vendido para o Werder Bremen por um milhão de Euros e estabelecido um contrato de dois anos com seu novo time. Em outras janelas, apesar de ter sido ligado à clubes turcos, o jogador permaneceu no clube, mas com a chegada do dinamarquês Thomas Delaney e do astro belga Axel Witsel, Nuri perdeu de vez o espaço no clube e sentiu que deveria rumar para outro time caso quisesse manter o ritmo da sua carreira.

Onde nasci, ou você se torna um torcedor do Borussia Dortmund ou do Schalke 04, pois os dois clubes jogam muito perto de lá, e eu dou graças à Deus todos os dias pelo fato do Dortmund ter batido na porta de casa quando eu tinha sete anos e ter me convidado para fazer parte do seu sistema de jovens jogadores.”

Autor da frase acima e torcedor fanático do Borussia Dortmund desde a sua infância, Sahin atuou nos clubes de base de Dortmund desde a sua infância e se mudou para a cidade com apenas 12 anos. Dois anos depois, o time então o escolheria para fazer parte da tradição do clube, onde jovens jogadores atuam como gandulas e o colocou para recolher as bolas em uma partida entre Borussia Dortmund e Real Madrid, disputada pela UEFA Champions League. Segundo ele, naquele momento ele decidiu que queria não só atuar pelo Borussia, mas que também queria, um dia, atuar pelo Real Madrid.

Nuri Sahin atuou como gandula em Borussia Dortmund x Real Madrid. (Foto: Oficial Borussia Dortmund)

Nuri fez a sua estreia pelo time principal contra o Schalke 04, em 06 de Agosto de 2005, se tornando então o jogador mais jovem à atuar na Bundesliga, com 16 anos e 334 dias. Poucos meses depois, no dia 25 de Novembro, ele marcou seu primeiro gol como profissional em uma partida contra o Nuremberg. Em 2007, ele foi contratado pelo Feyenoord (Holanda) por empréstimo, voltou à Dortmund para a temporada 2008-2009 e foi um jogador de destaque na campanha do clube para ser campeão da Bundesliga na temporada 2010-2011.

Após o time ganhar o título, o turco recebeu uma proposta do Real Madrid, e recebendo a “benção” do técnico Jürgen Klopp, foi para a Espanha, mas se machucou em seu primeiro treinamento no time Madridista e ficou seis meses parado. Após a sua recuperação, o jogador foi para o Liverpool, onde sentiu que não conseguia se encontrar profissionalmente justamente por não se sentir em casa, por não sentir a atmosfera de Dortmund. Foi nesta hora que ele descobriu que precisava voltar para o clube auri-negro.

Sahin volta para o Dortmund (Foto: Getty Images)
Ainda sob um contrato de empréstimo, Sahin voltou para Dortmund em 2013, onde ganhou uma Supercopa da Alemanha no mesmo ano. Em 2014, ele se tornou jogador efetivo do Borussia, conquistou uma Copa da Alemanha na temporada 2016-2017, e em 2018, após 14 anos atuando pelo Dortmund em suas mais diversas esferas, percebeu que era hora de sair.

Em sua despedida, o volante afirmou que seu apego pelo clube auri-negro sempre continuará e que continuará sendo um torcedor do clube durante toda a temporada com exceção de dois dias. A sua história pelo clube, no entanto, ainda não acabou. pois da mesma forma que o jogador manifestou que um dia tinha vontade de ser técnico do clube, o diretor do BVB, Hans-Joachim Watzke, afirmou que deseja que ele volte para o clube após o término da sua carreira para assumir um novo cargo.

Corpo em Bremen - Coração em Dortmund (Foto: Oficial Werder Bremen)


Se o Sahin voltará para o Borussia Dortmund ou não, apenas ele e a diretoria do clube podem determinar, mas o que se sabe é que independente do clube em que ele esteja, seu coração sempre estará em solo auri-negro.



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.